Sobre Isa Lisboa

Se acreditasse poder definir-me numa só palavra, diria que a Isa Lisboa é uma escritora. Como são precisas muitas, direi que sou tudo o que vejo.

Monólogos da Desalinhada

Em destaque

IMG_20190323_113300.jpg

No meu primeiro blog, Instantâneos a preto e branco, publiquei alguns poemas e prosas poéticas, que reuni nos “Monólogos da Desalinhada”.

Estes monólogos foram escritos ao longo do tempo. De um tempo que já passou. São escritos de uma desalinhada, que se encontrou, caminhando fora da linha.

Estou a celebrar o mês do meu aniversário, por isso tenho mais um presente para dar, até ao final de Abril. Se quiseres receber uma cópia destes textos reunidos, só precisas de:

  • Seguir o blog, a minha página do Facebook ou Instangram;
  • Deixar um comentário indicando que queres receber os “Monólogos da Desalinhada”;
  • Por mensagem privada nas redes sociais ou através do e-mail blog@isalisboa.com, indicar-me o e-mail para o qual posso enviar-tos (coloca no assunto “Quero receber os Monólogos da Desalinhada!”

Obrigada por estarem aí!

Isa Lisboa

Anúncios

Queres ganhar um livro autografado?

Passatempo ISA

No mês de Abril a autora deste blog faz anos e por isso quer oferecer um livro! Estou a sortear um exemplar autografado do livro Invernos, Sonhos e Andorinhas, de minha autoria!

Participa até 07/04/2019 da seguinte forma:

  • Segue a minha página de Facebook (aqui) ou o meu Instangram (aqui);
  • Deixa um comentário num das redes sociais sítios acima, partilhando porque gostas de ler e identificando três amigos, convidando-os a participar do passatempo!

De entre os participantes no passatempo, será sorteado aleatoriamente quem receberá um exemplar deste livro! O livro será enviado via CTT para qualquer localização em Portugal.

Boa sorte!

Isa Lisboa

Bem vinda, Primavera!

Hoje é o primeiro dia de Primavera. O frio começa a ir embora e o sol fica mais tempo durante o dia. A vida começa a despontar, no verde, nas cores das flores. 

A Primavera sempre foi a minha estação do ano. Talvez porque tenha nascido com ela. Sempre que ela chega, sinto um reinício a prometer chegar, a luz a a aquecer o meu corpo e a iluminar a minha alma.

Bem vinda, Primavera!

Isa Lisboa

Vozes

Estava eu a seguir em frente, já quase sem pensar.

E então ouvi a voz, daquelas no nosso ombro. E logo de seguida, outra ainda, como que a responder-lhe.

“Pára e escolhe uma curva!”, dizia-me uma. “Continua, estás bem”, a outra.

“Não, não estás, sabes que não é esta a estrada que queres seguir, sabes que em frente não é a tua direcção”; “

É sim, nunca ouviste dizer que para a frente é que é caminho?”

“Tu sabes que não é, sabes que caminhas por hábito. Não é a tua natureza, precisas de descoberta”

“Descobertas? Ora, onde é que isso te levou antes?? Na realidade, o que encontraste?”

E então, parei…

E na realidade, parecerá que nada encontrei nas minhas descobertas, mas quando olho o caminho para trás, vejo-me de novo como exploradora e sinto saudades da minha mochila de nómada.

Decido então encarar o medo, digo-lhe olhos nos olhos que vou com a coragem.

Como medo que era, calou-se ao primeiro olhar decidido e ali ficou, na berma da estrada, talvez à espera de outro transeunte.

 © Isa Lisboa

stairs-336509__340