Agora

“O Paraíso é onde estou.”

Voltaire

 

grass-2246134__340

Voltaire, nesta pequena frase, fala-nos sobre o momento mais importante das nossas vidas. Aquele que nunca mais vai repetir-se, que não teremos oportunidade de voltar a viver. E esse momento é este. Agora. Neste instante. Agora.
Em teoria, parece simples. Viver o momento. Carpe Diem!
Mas a verdade é que os vários instantes da nossa vida são povoados por todas as recordações do passado e por todas as expectativas em relação ao futuro.

Como seres cada vez mais rápidos e cada vez mais envolvidos numa sociedade instantânea, temos naturalmente dificuldades em nos desligarmos do que foi e do que será. E temos tendência a deixar que ambos nos envolvam em excesso. Excesso de passado e excesso de futuro. E, nesse frenesim, muitas vezes não apreciamos o momento. Um sorriso que nos dão. Ou um que podíamos oferecer.

Desligamo-nos deste momento, pensando no que aconteceu, como poderia ter acontecido e o que poderíamos ter feito diferente.

E depositamos as nossas esperanças de felicidade naquele futuro, em que tudo será risonho e exactamente como nós queremos.

Mas a verdade é que não conseguimos controlar o futuro, assim como não podemos fugir do passado. Temos que semear o primeiro e aceitar e libertar o segundo.

E, no meio destes tempos, viver o que se nos oferece: o Hoje. Talvez seja bom ou talvez seja mau. Mas é o que realmente temos. Por isso, vivamo-lo.

Afinal, é para viver que estamos cá. É para viver que estamos cá hoje.

© Isa Lisboa

Anúncios