Bookshelf – A arte subtil de dizer que se f*oda

250x

Li nas redes sociais um comentário sobre este título e sobre o outro livro do autor “Está tudo f*dido”. A pessoa dizia não entender o interesse neste tipo de títulos. Bom, eu li apenas ainda o primeiro. Como geralmente acontece, e como era minha expectativa, o livro é muito mais do que o óbvio. O título será uma forma de chamar a atenção. Dos públicos menos púdicos e dos mais púdicos.

E embora o autor diga várias vezes “Que se f*da!” ao longo do livro, li-o como uma subtil chamada de atenção para algumas formas de pensar instaladas na nossa sociedade. Longe de ser um convite a mandar tudo ao ar e deixar andar, é sim um convite a reavaliarmos algumas das nossas crenças.

Se o auto-conhecimento e o teu crescimento como pessoa são conceitos vagos e que não te interessam minimamente, então diz “Que se f*da!” e não leias o livro. Caso contrário, experimenta folhear o livro e lê-o para lá do título.

© Isa Lisboa

 

Anúncios

2 thoughts on “Bookshelf – A arte subtil de dizer que se f*oda

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s